Noite de Cora

 em FICA

A sessão mais esperada do 17o FICA – o lançamento de Cora Coralina – Todas as Vidas lotou o cinemão na noite de sábado. Muitos expectadores não se importaram de assistir de pé 74 minutos do filme de Renato Barbieri.

Para o diretor, trazer Cora para casa foi uma grande emoção. “ Tem cenas que são a fachada deste mesmo edifício em que estamos. Você está dentro da coisa. Isto é muito emocionante. Eu fico muito feliz com o jeito que a gente filmou Goiás”, comenta Barbieri, em exclusiva para o Goiás Mais 20. Emocionadíssimos também estavam os expectadores e conterrâneos de Cora ao sair da sala já pelas nove da noite.

Todas as Vidas é uma narrativa poética nas vozes, sentimentos e interpretações de seis gerações de grandes atrizes brasileiras.

Renato, que sentou nas primeiras fileiras, disse que gostaria de ter sentado mais ao meio para observar melhor o próprio filme. “A gente sempre assiste com lupa. Somos muito críticos. Parece que as pessoas realmente gostaram, mas pra mim acho que ainda cabem alguns pequenos ajustes, nada estrutural, mas alguns detalhes de mixagem… na verdade isso é uma confissão que estou fazendo para você.”

Já em relação ao cinema brasileiro, sua maior crítica é em relação ao engajamento das equipes. “Precisamos vestir muito esta camisa. As pessoas devem estar se aprimorando profissionalmente, cada uma na sua área de atuação, para trazer o seu melhor em equipe dentro daquele projeto especifico, buscando a excelência”, completa. Para o diretor, o cinema nacional ainda precisa “densificar as histórias e aprofundar as pesquisas”.

Postagens Recentes
Contato Comercial

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar