Nasce conselho que pensará o futuro de Goiânia

 em Comportamento, Goiás, Inovação, RIO+20, Sustentabilidade, Urbe

*Por Roberta Brum

 

A cidade de Goiânia ganhou no último dia 11 o Conselho de Desenvolvimento Sustentável e Estratégico de Goiânia – CODESE que tem como objetivo planejar, formular e fazer executar as políticas de desenvolvimento econômico da cidade. Neste encontro foi aprovado o estatuto de constituição do Conselho – apesar de que os trâmites legais ainda estejam em andamento – e aprovada uma comissão de dirigentes interina por 90 dias. O Codese é uma união de varias entidades, apartidárias e sem fins lucrativos, que pretendem se transformar numa voz ativa e influente da sociedade civil organizada.

O modelo e estrutura foi inspirado no Codem – entidade homônima na cidade de Maringá. A cidade Paranaense criou o modelo há 20 anos e obteve com ele inúmeros progressos na organização do município que hoje se destaca de maneira próspera na região e em todo o país. “É exatamente este modelo que estamos trazendo pra cá, de um conselho de desenvolvimento econômico da sociedade civil, apartidário que vai planejar a cidade para os próximos 20 anos e permanentemente”, defendeu o presidente interino Renato de Sousa Correia.

O Codese será a entidade impulsionadora do projeto “O Futuro da Minha Cidade”, idealizado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e impulsionado em Goiás pelo Sindicato da Indústria da Construção no Estado de Goiás (Sinduscon-GO), em parceria com a Associação das Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-GO) e o Sindicato dos Condomínios e Imobiliárias de Goiás (Secovi-GO). “Hoje é para mim um dia histórico. Nós começamos a construir uma sociedade madura e nos tornamos senhores de nossas vontades. Juntos nós começamos a ser protagonistas da nossa história”, comentou entusiasmado Carlos Alberto Moura, presidente do Sinduscon na ocasião do evento.

O projeto começou em Goiânia em maio de 2013 e foi adotado também em Joinville, São Gonçalo do Amarante, Cascavel, Porto Velho, Uberlândia e Teresina.

Na reunião ficou também instituído que o conselho terá 10 câmaras*, representando diversos setores, as quais serão os pólos de ação e discussão dentro do projeto. Além disso se estabeleceu o plenário onde 15 instituições ficaram responsáveis de ser as mantenedoras do projeto. O “Futuro da Minha Cidade” conta também com participação do Secretario Municipal de Desenvolvimento Urbano Sustentável, Paulo Cesar Pereira, que esteve presente no evento. Segundo ele é de extrema necessidade que se crie parâmetros pra orientar os governantes da importância de que a cidade se desenvolva de forma organizada com efetivo envolvimento da sociedade.

A primeira reunião de sensibilização ocorreu no dia 13 de maio de 2014 na sede da OAB-GO, com a participação de 240 pessoas e 58 líderes “apaixonados” pela causa.

 

Confira a formação da Diretoria Interina:

Renato de Sousa Correia

Presidente

 

 Paulo Roberto da Costa

Vice Presidente

Paulo Henrique Rodrigues Ribeiro

Superintendente

* COMPOSIÇÃO DAS COMISSÕES TEMÁTICAS :

I – Câmara Técnica de Logística e Distribuição:

II – Câmara Técnica de Confecção e Moda:

III – Câmara Técnica de Turismo de Negócios: 

IV – Câmara Técnica de Polo Educacional:

V – Câmara Técnica de Polo Tecnológico:

VI – Câmara Técnica de Goiânia Social:

VII – Câmara Técnica de Negócios Agropecuários:

VIII – Câmara Técnica de Desenvolvimento Urbano:

IX – Câmara Técnica de melhoria da Gestão Pública (Desburocratização):

X – Câmara Técnica da Saúde

Postagens Recentes
Contato Comercial

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar