Green School: escola construída com bambu em Bali

 em Comportamento, Inovação, Sustentabilidade

via Sustentarqui

Considerada a escola mais verde do mundo, a Green School foi criada pelo canadense John Hardy e sua esposa, a americana Cynthia Hardy. O projeto foi idealizado em 2006, mas só começou a funcionar oficialmente em setembro de 2008, com 100 alunos.

Cerca de 20% dos estudantes são balineses e não pagam a mensalidade, mas além dos nativos da ilha, atrai alunos de diversas nacionalidades, atuando desde o jardim da infância até o ensino médio completo. A linha pedagógica foi baseada no estudo do neo zelandês Alan Wagstaff, que propõe o aprendizado de forma integrada com quatro dimensões simultaneamente: emocional/social, espiritual, intelectual e sinestésica.

O bambu, abundante na ilha da Indonésia, é o principal material usado na construção dos 75 edifícios da escola. Em formato de espiral, são alimentados por fontes de energia renováveis, incluindo uma micro-hidrelétrica, energia solar e bio-diesel. Toda a água é reciclada, os jardins são na verdade, hortas, algumas partes em barro, justamente para as crianças brincarem e há animais soltos fácil de serem encontrados nos 9 hectares de área.

 

A escola é visitada por turistas do mundo inteiro, não apenas pelas belíssimas estruturas e método construtivo de bambu, mas também pela metodologia da escola internacional, que oferece uma formação baseada na visão holística, no aluno e na consciência ambiental.

Algumas das características interessantes da Green School:

– Os edifícios e mobiliários são feitos em bambu; – As crianças são ensinadas a criar animais como; galinhas, porcos e cabras;

– Plantações para as ciranças aprenderem a se alimentar com os produtos que plantaram;

– Artes marciais locais; – Edificios são ligados por caminhos de pedra;

– Piscina natural com uma pequena cascata para o rio; – 80% de energia renovável;

– A lousa é feita de bambu, pintada com tinta apropriada para quadro negro;

– Sacos de lixo são de tecidos;

– Banheiros secos;

– Refeições servidas sobre folhas de bananeira;

– Resto de alimentos, vão para os animais.

Esse é um exemplo de escola com um impacto ambiental quase zero. Não é apenas um edifício sustentável, onde os prédios foram criados a partir de materiais naturais encontrados na região, mas também atos sustentáveis, como a educação. Além de ter sua metodologia especial ensinam ecologia e sustentabilidade, fazendo dessa escola, uma das mais verdes do mundo.

Postagens Recentes
Contato Comercial

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar