Governo amplia ETE em Goianésia

 em Goiás +20

Decisão foi tomada após reunião na Semarh

O secretário Umberto Oliveira se reuniu na última segunda-feira com o promotor Antônio de Pádua Freitas Júnior; com o prefeito de Goianésia Gilberto Naves; com o consultor jurídico da Saneago, José Vecci, e com o diretor de Engenharia, Olegário Martins, para decidir sobre a iniciativa jurídica para liberar a retomada das obras de ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Goianésia.

O encontro, que ocorreu na Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), foi um desdobramento da audiência pública realizada na semana anterior (23/05) em Goianésia entre MP, prefeitura, Saneago e proprietários de chácaras vizinhas à ETE que, incomodados com o odor, se posicionaram contra as obras de ampliação da unidade.

Na ocasião ficou decidido que a melhor saída para o impasse será a aquisição, pela Saneago, das cerca de 10 chácaras vizinhas à área. Cada parte – prefeitura, Saneago e moradores – vai providenciar uma avaliação dos imóveis, documento que será apresentado em reunião nesta sexta-feira (2) na sede do MP de Goianésia.

O prefeito Gilberto Naves elogiou o Ministério Público pela iniciativa de reunir as partes envolvidas para a solução do problema. “A questão estava ganhando contorno de conflito social e agora temos uma saída, uma possibilidade de solução discutida e caminhando para ser aprovada por todos”, diz.

O secretário garantiu que a Semarh irá providenciar licença ambiental provisória para permitir a imediata retomada das obras da ETE (duas lagoas e um reator anaeróbico), essenciais para minimizar o odor que vem incomodando a vizinhança. “Estaremos vinculando a concessão da licença provisória à solução do impasse com os chacareiros, fato que passa obrigatoriamente pela compra das áreas pela Saneago”, disse.

A posição do secretário é avaliada pelo promotor Antônio de Pádua Freitas Júnior, que vê o TAC a ser assinado pelas partes como “uma garantia a mais, uma segurança jurídica para todos os envolvidos”.

Já a Saneago, através do diretor Olegário Martins, tranquilizou os moradores e garantiu que a empresa vai trabalhar nas duas frentes. “Estamos nos comprometendo com o prefeito Gilberto Neves e os moradores de Goianésia, com o secretário Umberto Oliveira e com o promotor Antônio Freitas Júnior, a trabalhar nas avaliações e no processo de compra das áreas ao mesmo tempo em que tocamos as obras de ampliação e diminuímos os transtornos para os moradores”, encerrou.

Informações: Brenno Sarques

Fonte: SEMARH – GO

Postagens Recomendadas
Contato Comercial

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar