Goiás no caminho das águas

 em Goiás +20

Ministra afirma que Estado traz nova visão sobre o tema

Goiás integra e converge os modelos nacional e estadual de governança das águas. A fala da Ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, durante sua passagem por em Goiânia, pode soar complicada quando não se está a par das políticas voltadas à gestão dos recursos hídricos. Mas para quem participou do primeiro do I Encontro das Águas de Goiás (Enago), percebeu que as ações estaduais neste quesito têm avançado no sentido de construir mecanismos de uso racional e sustentável da água.

A ministra considera a gestão das águas um dos “pontos estratégicos” da política de meio ambiente . “O plano de Recursos Hídricos também traz essa visão de buscar um entendimento entre os diversos setores usuários, e não apenas o ambiental”, diz. Para Izabella Teixeira, Goiás se destaca ao propor a criação de áreas protegidas em terras com grande sensibilidade aquífera. “Já há falta de água em vários locais do país, temos que discutir essa questão com os ambientalistas, com a indústria, com a agricultura e todos os atores envolvidos”, afirma.

Secretária do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos de Goiás, Jacqueline Vieira destacou que o Enago se propõe a capacitar os envolvidos na gestão de recursos hídricos. “As maiores informações que precisamos estão no nosso Plano Estadual de Recursos Hídricos. Cabe a nós tomar as medidas necessárias a partir dessas informações”, analisa, dizendo que deve aumentar as medidas protetivas dos mananciais goianos.

Cidades

A ministra do Meio Ambiente destacou em sua fala que todas as políticas ambientais devem considerar o ambiente urbano. Izabella Teixeira lembra que, em 2035, 93% da população será urbana, e que não há como conceber nenhum modelo de preservação sem que o foco seja a cidade. No que tange aos conflitos pela água, a se agravarem por esta intensa urbanização, a ministras ressalta o papel dos comitês de bacias hidrográficas como espelhos desse tipo de disputa entre cidades e setores usuários de água. “Espero que este encontro propicie uma nova visão sobre como tratar a água neste País”, conclui.

A ministra recebeu a primeira Comenda Berço das Águas, oferecida pelo Estado de Goiás defensores e defensoras das águas deste nosso Estado que embala as nascentes das Bacias do Tocantins-Araguaia, Paraná e São Francisco. A medalha foi entregue pelo vice-governador do Estado, José Eliton.

Jacqueline encerrou o evento agradecendo a presença dos representantes  dos principais comitês de bacias e da equipe da Semarh presente na organização e participação do Enago.

Assessoria da Semarh.

 

Postagens Recentes
Contato Comercial

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar