Filarmônica de Goiás se apresenta nesta quinta-feira, 31, no Centro Cultural Oscar Niemeyer com entrada gratuita

 em Goiás

No dia 31 de outubro, quinta-feira, às 20h30, a Orquestra Filarmônica de Goiás volta a se apresentar no Palácio da Música do Centro Cultural Oscar Niemeyer, unidade da Secretaria de Estado de Cultura de Goiás.  No repertório estão a Sinfonia n.11 do compositor austríaco Haydn, a Sinfonia n.1 do húngaro Goldmark e a obra “Cello Concerto”. Esta última foi encomendada pela orquestra goiana juntamente com outras orquestras brasileiras ao premiado compositor brasileiro Marlos Nobre.

 

Marlos Nobre acumula uma laureada trajetória profissional. Recebeu por unanimidade o importante Prêmio Tomás Luís de Victoria, na Espanha, atribuído por unanimidade pela primeira vez em sua história. Seu catálogo completo alcança no presente um total de 246 obras, todas editadas por sua própria editora, a Marlos Nobre Edition. Ocupou a direção musical da Rádio MEC (1971) e do Instituto Nacional de Música da Funarte (1976). Entre 1985 e 1987 esteve na presidência do Conselho Internacional de Música da Unesco, em Paris, passando a dirigir a Fundação Cultural de Brasília em 1988. Foi o primeiro brasileiro a reger a Royal Philharmonic Orchestra  de Londres, em 1990. Entre outras orquestras, regeu a Orchestre Philharmonique de l’ORTF em Paris; Orquestra Filarmónica del Teatro Colón, Orquestra Sinfónica de México, Orquestra Sinfónica de La Habana. Atualmente ocupa a cadeira nº 1 da Academia Brasileira de Música. Foi professor visitante da Universidade de Yale.

Destaque 

O renomado violoncelista Antonio Meneses é o convidado para interpretar a obra de Nobre. Meneses  nasceu em 1957 em Recife, no Brasil, no seio de uma família de músicos e começou a estudar violoncelo aos dez anos de idade. Apresenta-se com as mais prestigiadas orquestras mundiais nos principais palcos da Europa, das Américas e da Ásia, em colaboração com maestros de renome como C. Abbado, G. Albrecht, H. Blomstedt, S. Bychkov, R. Chail, entre outros. Meneses é convidado cativo da Orquestra Filarmônica de Goiás. No ano passado, por exemplo, estreou junto com o corpo sinfônico goiano o “Concerto para violoncelo e orquestra” do compositor brasileiro Edino Krieger.

Regência 

A regência do apresentação é de Neil Thomson, Diretor Artístico e Regente Titular da Filarmônica de Goiás desde 2014. Já conduziu importantes orquestras na Europa, Ásia e Brasil como a Sinfônica Brasileira e Sinfônica do Estado de São Paulo. As gravações de Thomson incluem um álbum de concertos contemporâneos de violino com Ittai Shapira e Orquestra Filarmônica Real de Liverpool, a Quinta Sinfonia de Gloria Coates, a Sinfonia n.2 de Stenhammar e ainda, dois discos de música orquestral de Cesar Guerra-Peixe com a Orquestra Filarmônica de Goiás. De 1992 a 2006, foi Regente Titular no Royal College of Music, Londres. Foi nomeado membro honorário do RCM em 1994 pelos serviços prestados à instituição.

Concerto da Orquestra Filarmônica de Goiás

Neil Thomson (regência)

Antonio Meneses (cello)

Programa:

Haydn – Symphony No. 11

Marlos Nobre – Cello Concerto

Goldmark – Symphony No. 1 (Rustic Wedding Symphony)

Serviço:

Data: 31/10

Local: Centro Cultural Oscar Niemeyer

Horário: 20h30

Entrada franca (sujeito à lotação)

Foto: Antônio Meneses

Postagens Recomendadas
Contato Comercial

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar