Distribuidoras reduzem energia em cinco estados e no DF

 em Sustentabilidade

Distribuidoras de energia em vários estados das regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste, entre elas a Eletropaulo e a Light, que distribuem energia nos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro, informaram nesta segunda-feira (19) reduções no fornecimento de luz. Segundo as empresas, o corte foi orientado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), órgão federal responsável pela gestão de energia no país.

São Paulo
Segundo a Eletropaulo, a energia distribuída para São Paulo foi reduzida em 700 megawatts. Segundo a empresa, a totalidade da carga de energia distribuída foi restabelecida às 15h50, também por orientação do ONS.

A empresa não informou o motivo e os impactos da medida. Ao mesmo tempo que ela foi anunciada, no entanto, as estações República e Luz da Linha 4-Amarela foram fechadas porque, segundo a ViaQuatro, empresa que administra a linha, houve um problema de alimentação de energia elétrica na região da Estação da Luz. Não há confirmação se houve ligação entre os problemas.

Durante a redução da carga, anunciada pela Eletropaulo por volta das 15h20, houve relatos de falta energia em alguns bairros de São Paulo, como Campo Belo, Campos Elíseos, Santa Cecília, Pinheiros e Vila Mariana. A queda de energia durou cerca de meia hora.

Procurada pelo G1, a Eletropaulo disse que os detalhes seriam repassados pela ONS. Na nota divulgada às 15h20, a companhia disse que “o Centro de Operações da Distribuidora está acompanhando a situação e segue monitorando o sistema integrado por meio do ONS”. A assessoria da ONS afirmou que iria procurar a área técnica em busca de outras informações sobre o ocorrido.

A Eletropaulo atende 20,1 milhões de pessoas na capital e em 24 municípios da Grande São Paulo.

No interior, a Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) afirmou, em nota, que um corte de energia programado de aproximadamente 800 MW foi determinado pelo ONS. A medida seria para cumprir ao procedimento padronizado para a estabilização do sistema elétrico nacional. Ainda segundo a empresa, foram impactados clientes das cidades da área de atuação das oito distribuidoras do grupo em São Paulo e no Rio Grande do Sul.

A empresa ressaltou também que foi autorizada a restabelecer o fornecimento de energia elétrica para um terço dos clientes atingidos e aguarda nova orientação do ONS para regularizar o sistema e restabelecer o fornecimento para todos os consumidores.

Rio de Janeiro
No Rio de Janeiro, a Light informou que alguns bairros sofreram corte de energia. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Light, a partir de uma determinação do Operador Nacional de Sistema Elétrico (ONS). A Ampla, que também atende o estado, também confirmou que houve corte. O motivo do pedido do ONS não foi divulgado.

Segundo as duas concessionárias, às 16h a energia já estava totalmente restabelcida. De acordo com a Ampla, o corte de 100 megawatts de energia distribuída teve início às 14h55 e foi encerrado às 15h55. Foram afetados 180 mil pessoas em 13 municíos da área de concessão da companhia, que atende, no total, cerca de 2,8 milhões de clientes residenciais, comerciais e industriais em 66 cidade – 73% do estado do Rio de Janeiro.

A Light, que atende a capital, não informou os bairros e quantas pessoas foram afetados até as 17h. Segundo a concessionária, não há previsão de novos cortes. A normalização foi por volta das 16h e durou cerca de uma hora.

Espírito Santo
O fornecimento de energia elétrica ficou prejudicado em oito municípios do Espírito Santo. De acordo com a distribuidora Escelsa, parte dos municípios de Piúma, Alegre, Cachoeiro de Itapemirim, Marataízes, Presidente Kennedy, João Neiva, Barra de São Francisco e Pinheiros foram afetados. O fornecimento da energia elétrica já foi normalizado nessas áreas, após a liberação do ONS, segundo a empresa.

Paraná
No Paraná, houve corte no fornecimento de energia na tarde desta segunda-feira (19) em alguns municípios, de acordo com a Companhia Paranaense de Energia (Copel). Não havia confirmação, porém, de quantas pessoas ou quais cidades foram atingidas, até as 16h30.

A Copel estima que quase 6% das unidades consumidoras (entre casas e indústrias) do estado tiveram algum tipo de problema durante a tarde. Segundo a companhia, o desligamento foi feito para um “alívio de carga”, a pedido do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Porém, não há informação do motivo para que a ação fosse tomada.

O problema, diz a Copel, foi rápido. A luz já havia sido retomada em boa parte dos locais atingidos, por volta das 16h30, ainda conforme a Companhia.

Goiás
A Companhia Energética de Goiás (Celg) informou que também reduziu a distribuição de energia em Goiânia e cidades do interior, na tarde desta segunda-feira (19), seguindo orientações do ONS.

Segundo a Celg, a energia distribuída para Goiás “sofreu um corte manual em cerca de 200 megawatt e afetou várias regiões do estado, inclusive parte de Goiânia”, por volta das 15h. A companhia não informou o número de clientes atingidos, mas adiantou que começou a restabelecer o serviço às 16h, e que aguarda novas informações do ONS.

Em Goiânia, a queda de energia foi registrada principalmente nos bairros da região sul, onde semáforos apagaram e deixaram o trânsito tumultuado em algumas avenidas.

A Secretaria Municipal de Trânsito (SMT) informou que registrou ocorrências de semáforos desligados devido à queda de energia em bairros como Parque Amazônia e os Setores Bueno e Pedro Ludovico. Disse que as equipes estão trabalhando para restabelecer o sistema, mas ainda não tem previsão de quando o serviço será normalizado.

Distrito Federal
No DF, a CEB informou que desligou oito subestações de energia elétrica. A interrupção teve início às 15h nas unidades de Samambaia Oeste, Brazlândia, PAD/DF, Planaltina, São José, Vale do Amanhecer, São Sebastião e Sobradinho.

Segundo a companhia, às 15h40, o fornecimento havia sido restabelecido, exceto na PAD/DF e em São José. A CEB informou que foram afetadas 157 mil unidades consumidoras, o equivalente a 17% das atendidas pela distribuidora.

Via G1.

Postagens Recentes
Contato Comercial

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar