Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável começa hoje

 em Destaque, Política

A Organização das Nações Unidas (ONU) celebra hoje (25), 70 anos. Em meio a comemoração, acontece a Cúpula sobre o Desenvolvimento Sustentável – de hoje até domingo, na sede da entidade em Nova York – com o objetivo de adotar formalmente uma plataforma de ação da comunidade internacional e dos governos nacionais na promoção da prosperidade e do bem-estar até 2030. Para tanto, foram propostos 17 objetivos específicos com 169 metas associadas. São esperados mais de 150 lideres mundiais entre eles a presidente Dilma e o Papa Francisco, que fará um aguardado discurso durante o evento.

Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (conforme quadro abaixo) foram iluminados esta semana numa projeção gigantesca no edifício sede da entidade com o objetivo de captar a atenção para a causa. As negociações intergovernamentais sobre a composição destas metas durou mais de dois anos e teve contribuições da sociedade civil e outras partes interessadas.

grid-global-goals-header

As consultas levaram ao alcance de um consenso pelos 193 Estados-membros da ONU em 2 de agosto e a partir de agora a nova agenda – intitulada “Transformando Nosso Mundo: a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável” – será oficialmente adotada pelos líderes mundiais.

Em uma declaração emitida após o consenso, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que o acordo “abrange uma agenda universal, transformadora e integrada que anuncia um momento decisivo histórico para nosso mundo”.

 

BASE – As novas metas de desenvolvimento sustentável baseiam-se no resultado da Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável de 2002, da Cúpula de 2010 sobre os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), no resultado da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável de 2012 (Rio+20) e nos pontos de vista de pessoas em todo o mundo, que concordaram sobre “O futuro que Queremos” – o documento final do Rio+20. Daí se estabeleceu um grupo de trabalho aberto que foi quem propôs estes 17 objetivos específicos – que serão adotados a partir desta cúpula.

Amina J. Mohammed, secretária-geral e conselheira especial no Plano de Desenvolvimento Pós 2015 lembrou que já não é possível falar de divisões Norte/sul. “Tudo que acontece em qualquer lugar do mundo tem consequências em muitos outros lugares, desde a Crise Financeira, conflitos migratórios, desastres naturais e mudança climática”.

 

AVANÇOS – Neste aniversario de 70 anos, há alguns bons motivos para celebrar em relação ao cumprimento dos Objetivos do Milênio (com data limite de execução até 2015), entre eles: a pobreza mundial está diminuindo, há mais crianças com educação primária, caiu a mortalidade infantil e aumentou notavelmente o acesso a água potável, além de que muitas vidas foram salvas na luta contra a malária, a Aids e a tuberculose.

Neste período 2015- 2030 o programa é mais ambicioso e aborda muitas outras questões como a erradicação da pobreza e a construção de cidades mais sustentáveis além da luta contra o aquecimento global.

 

Postagens Recentes
Contato Comercial

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar