Construtora goiana é pioneira em sustentabilidade

 em Goiás

Via DM

Máximo aproveitamento dos recursos naturais, racionalização do uso da energia, utilização de tecnologias que permitam economia de água, redução do impacto ambiental do empreendimento durante a obra e no período de operação. Estas são as principais características das obras da Pontal Engenharia, construtora goiana e a primeira do Brasil a conquistar cinco certificações: NBR ISO 9001, PBQP-H (nível A), NBR 16001, OHSAS 18001 e NBR ISO 14001, que atestam a qualidade e a responsabilidade dos empreendimentos e projetos.

Responsável por diversas ações voltadas à preservação do meio ambiente, a redução do desperdício e o cumprimento da legislação ambiente vigente, a empresa constrói empreendimentos que reaproveitam a água da chuva e usam a energia solar.

No ramo há 28 anos, a empresa foi pioneira, em Goiás, em aliar engenharia e sustentabilidade. Seus diretores sabem que a construção afeta o meio ambiente e consome grande percentagem de água e de outros recursos naturais. Ciente deste reflexo, o grupo se preocupou em implementar alternativas e reutilizar também os resíduos gerados pelas obras, que, se descuidados, iriam poluir ainda mais a cidade.

Nos edifícios construídos, os telhados dos prédios captam água da chuva, que é armazenada em reservatórios específicos. A água captada da chuva é distribuída por tubulação independente para uso nos vasos sanitários dos apartamentos e nas áreas comuns, em torneiras de jardins e limpeza, o que permite poupar de 30% a 40% dos gastos com água durante o período chuvoso. Reflete na conta e resulta também em economia de um recurso que já vem dando sinais de escassez.

A Pontal desenvolve também uma tecnologia que permite o aquecimento solar da água que é utilizada nos chuveiros dos apartamentos. O objetivo é reduzir o consumo de energia elétrica. É um projeto inteligente, já que os chuveiros, atualmente, são uns dos itens que mais consomem energia em um imóvel. Estes projetos citados são exemplos de sistemas que permitem uma economia de 5 milhões e 600 mil litros de água por ano em um edifício. “Uma conta de energia de R$ 100, por exemplo, cairia facilmente para uns R$ 60, o que representa uma redução de 40%”, explica o diretor-executivo da Construtora, o engenheiro civil Ivo Corrêa Faria.

Cada canteiro de obra possui uma miniusina que tritura o entulho gerado e o reaproveita como matéria-prima. Com isto, não há caçambas de entulho, o que reflete em vários fatores: além da redução de desperdício, não há caçambas nas ruas atrapalhando o trânsito, há reutilização de produtos e prolonga-se, assim, a vida útil dos aterros sanitários. “Hoje, em cada metro quadrado que é construído no Brasil produz-se 150 quilos de lixo. Com as práticas voltadas para o reaproveitamento de resíduos, produzimos 60 quilos por metro quadrado”, detalha Ivo Corrêa. “Se todas as construtoras de Goiânia realizassem estas práticas, prolongaríamos a vida útil do aterro sanitário de Goiânia por mais 11 anos”.

O diretor-executivo reitera que ser ecológico é mais que ter uma árvore no jardim. “Ser sustentável de verdade é bem mais do que isto”, diz. “Representa investimento para atender a necessidade do morador, sem destruir os nossos recursos naturais, que já estão dando sinais de esgotamento”. Em 2014, a Pontal foi uma das nove empresas brasileiras vencedora do Prêmio Eco na modalidade Estratégia/Liderança/Inovação para Sustentabilidade. A categoria premia as empresas que se destacaram em projetos de sustentabilidade incorporada aos negócios.

Interação com a Sociedade 

Além de aplicar a sustentabilidade em suas obras, a construtora realiza uma série de projetos em parceria com a sociedade civil e órgãos públicos.

Um deles é o Projeto Primavera, um programa em parceria com o Jardim Botânico de Goiânia. Ele é voltado para a educação ambiental, produção e plantio de mudas em áreas degradadas do parque e da cidade. O Projeto Primavera foi um dos responsáveis pelo enquadramento do Jardim Botânico na Categoria B, classificação do Ministério do Meio Ambiente para os Jardins Botânicos do País.

Por meio desta parceria, a Pontal Engenharia patrocinou, em março deste ano, a quinta edição do Concurso de Redação. O concurso foi criado pela construtora para incentivar ações sustentáveis e de preservação da natureza entre as crianças. Este ano, o tema da redação foi “Jardim Botânico – nascente de Goiânia”. Participaram estudantes das escolas municipais Antônio Fidélis, Benedita Luiza e Frei Demétrio Zanqueta e a escola estadual Dom Abel. A aluna Cleisla Cristine Barbosa Lessas, da Escola Municipal Antônio Fidélis, ganhou em primeiro lugar na edição deste ano.

Postagens Recentes
Contato Comercial

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar