Campanha de Descarte Inteligente de Medicamentos busca conscientizar população goiana de forma inusitada

 em Saúde, Sustentabilidade, Urbe

O medicamento descartado de forma incorreta, no lixo comum ou no vaso sanitário, pode chegar onde menos se imagina: no chão que você pisa, na água que você bebe, no alimento de cada dia, causando sérios danos ao meio ambiente e à sua saúde. Um sério problema ambiental que está tomando proporções cada vez maiores.

Desde 1992, a Farmácia Artesanal é pioneira no apoio de causas socioambientais e, em 2011, criou a campanha focada no Descarte Inteligente de Medicamentos. Já foram mais de 6 toneladas de medicamentos coletadas nas lojas da rede e todas receberam o destino correto de reciclagem, evitando assim a poluição do solo e lençóis freáticos pelas substâncias nocivas presentes nos remédios.

Por isso, todos os anos novas ações são criadas para conscientizar cada vez mais a população goiana. Em 2015, foi desenvolvida uma réplica de frasco gigante de medicamento que percorreu os parques da capital. No ano seguinte, para impactar o público e despertar ainda mais a consciência ambiental da população, foi fabricado um furacão com seis metros de altura, feito com embalagens de remédios.

E em 2018 não poderia ser diferente. Este ano, a Farmácia Artesanal quer bater um novo recorde de recolhimento com a Campanha Descarte Inteligente. Em virtude da Semana do Meio Ambiente, a empresa realiza, até dia 10 de junho, uma nova ação que busca impactar visualmente os passantes e causar uma reflexão sobre esse grande problema ambiental. Árvores foram embaladas dentro de uma caixa de remédio, em locais estratégicos do Parque Vaca Brava e na Avenida Ricardo Paranhos, em Goiânia.

A ação também será replicada em Anápolis. Começou no dia 5 de junho e prossegue até 9 de junho. Lá, alunos de Farmácia, da Faculdade Anhanguera, estão recolhendo os medicamentos no Shopping Parque Brasil.

As caixas trazem o conceito da campanha e o nome do “remédio” (que faz associação entre árvore e nomes comuns para o público) é o Arvotril. A embalagem conta ainda com a frase: Não medique a Natureza. A diretora do Grupo Artesanal, Naiana Tokarski, ressalta que essa campanha é muito importante para a população. “Muitas vezes por falta de informação ou desconhecimento e até de locais adequados, as pessoas acabam jogando esses medicamentos vencidos no lixo doméstico comum, como, por exemplo, no vaso sanitário, ralos e pias”, comenta a executiva.

Naiana explica ainda que Goiânia é uma das cidades mais arborizadas do mundo. Mesmo entre avenidas, rotatórias e calçadas, o verde se mantém presente. “Mas com o descarte indevido de medicamentos nossos recursos ambientais vêm sendo cada vez mais impactados. Por conter substâncias químicas, esses medicamentos podem contaminar o solo e a água, oferecem riscos à saúde da população e de animais, mesmo que haja o tratamento de esgoto. O caminho para o medicamento inutilizado ou vencido deve ser a incineração adequada em fornos especiais com temperatura acima de 3.000 graus. É isso o que fazemos com os medicamentos que recolhemos por meio da campanha de descarte inteligente”, conclui a empresária.

 Para mais informações sobre a campanha ou os locais de descarte de medicamentos vencidos ou inutilizados, acesse www.descarteinteligente.com.br.

Postagens Recomendadas
Contato Comercial

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar