Parceria público-privada proporciona aulas de programação e robótica de forma gratuita para crianças carentes em Goiânia 0

Publicado em 19 de Março de 2018

Uma Parceria Público Privada (PPP) entre a escola de tecnologia SuperGeeks Goiânia e a Secretaria Municipal de Assistência Social de Goiânia (Semas) vai beneficiar 13 crianças e adolescentes com um curso de programação e iniciação em robótica. O objetivo do projeto é dar oportunidade para que estes jovens, que fazem parte dos programas dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) do Jardim Curitiba e Recanto do Bosque, tenham acesso às novidades tecnológicas, podendo se preparar para a vida pessoal e profissional. Segundo o franqueado da escola de tecnologia, Rommel Sena, a importância do ensino de programação na atualidade

Pesquisadores da Ufersa desenvolvem aplicativo que avalia a qualidade da água para irrigação 0

Publicado em 16 de Março de 2018

O projeto está sendo desenvolvido pelo estudante do curso de Sistema de Informação da Ufersa Angicos, Arlan de Medeiros, com o auxílio do aluno de Ciência e Tecnologia, Moisés Medeiros. A orientação é dos professores Nildo Dias e Osvaldo Nogueira (Foto: Arquivo)   Uma equipe interdisciplinar, formada por professores e alunos dos Campi da Ufersa de Mossoró e Angicos, está desenvolvendo um aplicativo Android batizado de “QWater” para interpretar relatórios de qualidade de água para fins de irrigação. O aplicativo irá estimar os riscos de salinidade, a toxidez de iônica, riscos de obstruções de gotejadores na irrigação localizada e

Goiânia recebe 1ª Semana de Tecnologia Geek para Meninas em comemoração ao Dia Internacional da Mulher 0

Publicado em 5 de Março de 2018

A tecnologia vem mudando radicalmente o modo como trabalhamos. Segundo estudos, 90% das profissões que permanecerão sofrerão alguma transformação e exigirão a incorporação de novas competências. E todas elas precisarão que o profissional conheça Ciência da Computação, que é uma área hoje dominada por homens. Nesse sentido, a escola de Tecnologia SuperGeeks Goiânia quer incentivar a participação das mulheres nesse segmento e realizará, de 08 a 10 de março, a 1ª Semana de Tecnologia Geek para Meninas, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. As oficinas são voltadas para meninas de 7 a 15 anos que tenham interesse em

Empresa goiana, Bioplace é uma das vencedoras da competição nacional em startups de biotecnologia 0

Publicado em 8 de Maio de 2017

A empresa goiana Bioplace Biotecnologia comemora o segundo lugar no BioStartup Lab, a principal competição que envolvem startups em ciências da vida do Brasil. O resultado foi anunciado na última quinta-feira (dia 27), em Belo Horizonte (MG). A ideia inovadora da Bioplace Biotecnologia passa por novos softwares de bioinformática que realizam testes iniciais de segurança em moléculas de medicamentos. O propósito é poupar tempo e custo no processo de pesquisa e desenvolvimento de novas drogas. “De maneira virtual, a suíte Bioplace indica quais moléculas possuem alguma característica negativa. Dessa forma, em um estágio inicial de pesquisa, a utilização dessa

Ministério apoiará encontro internacional de indígenas 0

Publicado em 30 de Abril de 2017

Via MMA Na última terça-feira (25/04), a secretária de Extrativismo e Desenvolvimento Rural do Ministério do Meio Ambiente, Juliana Simões, formalizou, em Brasília, o apoio da pasta para a realização do Encontro Internacional da Aliança dos Guardiões da Mãe Natureza. Participaram da reunião o presidente da ONG Planete Amazone, Gert-Peter Bruch, e a embaixadora da Aliança, a indígena Marishori Najashi, da tribo Ashaninka, do Peru. A proposta é que o encontro reúna, em Brasília, no início de outubro, indígenas de todos os continentes e representantes de organizações da sociedade civil para debater propostas em defesa da natureza e dos territórios

Brasil é o 8° país a lançar Plataforma de Filantropia para atingir objetivos globais 0

Publicado em 12 de Abril de 2017

O Brasil tornou-se o oitavo país a lançar a Plataforma de Filantropia, criada para aprofundar parcerias e ajudar no alcance dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Com sua adesão, o país soma-se a países como Quênia, Gana, Zâmbia, Indonésia, Colômbia, Estados Unidos e Índia. O Brasil tornou-se na última quarta-feira (5) o oitavo país a lançar a Plataforma de Filantropia , criada para aprofundar parcerias e ajudar no alcance dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Com sua adesão, o país soma-se a Quênia, Gana, Zâmbia, Indonésia, Colômbia, Estados Unidos e Índia. A Plataforma de Filantropia é uma iniciativa global que conecta filantropia a conhecimento e redes que possam

Brasil terá este ano 2 maiores usinas de energia solar da América Latina 0

Publicado em 24 de Março de 2017

As duas maiores usinas de energia solar da América Latina serão inauguradas ainda neste ano aqui no Brasil. A maior delas fica no Piauí, a 377 quilômetros da capital, Teresina. É a Nova Olinda. A outra é a Usina de Ituverava, na Bahia. Os dois projetos são assinados pela empresa italiana de energias renováveis Enel Green Power. A usina baiana deve ficar pronta nas próximas semanas. Já a do Piauí está prevista para o início do próximo semestre. Fonte: Catraca Livre

Refugiado constrói casas com garrafas PET, resistentes ao deserto 0

Publicado em 19 de Março de 2017

  Tateh Lehbib Breica, de 27 anos, nasceu e cresceu no campo de refugiados de Awserd, no Saara Ocidental, próximo à fronteira com a Argélia, no norte da África. O acampamento é um dos cinco na região, que abriga famílias que escaparam da guerra que aconteceu ali, há mais de 40 anos. Mas Tateh nunca se deixou abater pela vida difícil. Estudou e conseguiu ganhar uma bolsa de estudos na universidade de Argel, na capital argelina. Não satisfeito, fez um mestrado em Eficiência Energética, em uma faculdade na Espanha. Mesmo estudando longe de seu país, o refugiado nunca esqueceu

Pesquisa identifica microalga que gera biocombustível 0

Publicado em 17 de Março de 2017

Pesquisa de biocombustíveis realizada em Brasília pela Embrapa Agroenergia identificou espécies de microalgas que podem ser cultivadas em resíduos líquidos de processamento em agroindústrias, gerando matéria-prima renovável. Além dos combustíveis, podem ser gerados, entre outros produtos, rações e cosméticos. Os estudos duraram três anos e também identificaram espécies na biodiversidade brasileira. Os estudos utilizaram a vinhaça, formada na produção de açúcar e etanol de cana, e o pome (palm oil mill effluent), gerado no processamento de dendê, aproveitado na fertirrigação das plantações. De acordo com técnicos da Embrapa, utilizá-los como meio para produzir microalgas deverá agregar valor às cadeias produtivas da