Vilmar Rocha assume Secima na segunda-feira 0

Publicado em 28 de Janeiro de 2015

O deputado federal Vilmar Rocha assume, nesta segunda-feira, a Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos. A posse será às 10 horas, no auditório Mauro Borges, do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, e contará com a presença do governador Marconi Perillo. Vilmar assume a Secima (Secretaria de Cidades, Infraestrutura e Meio Ambiente) – como será chamada a pasta -, após concluir seu quinto mandato como deputado federal. Segundo ele, o desafio inicial será promover a integração de todos esses segmentos. Para Vilmar, por se tratar de uma secretaria estruturante é preciso pensar em ações

Goiânia 2020: Fórum debate o futuro da cidade 0

Publicado em 28 de Janeiro de 2015

Personalidades públicas, profissionais liberais e convidados se reúnem no primeiro fórum que pretende traçar uma nova consciência urbana para a capital goiana   Via THE BOOK , por Cristina Xavier de Almeida   As flores dominaram os debates. Mas também, saúde, educação, segurança, mobilidade e, sobretudo, mais interação com a cidade, mais participação social, qualidade de vida e autoestima para os goianienses. Com o intuito de discutir o tema A cidade que queremos em 2020, foi realizado, nessa quarta-feira, 28, o 1º Fórum Goiânia 2020.  O evento, iniciativa do publicitário e idealista Marcus Vinícius Queiroz por meio do Akhenaton Institute, lotou uma das salas do  Cine Lumiére  no Shopping Bougainville de

Aquecimento global pode dobrar frequência do La Niña 0

Publicado em 28 de Janeiro de 2015

Via Planeta Sustentável O risco do aparecimento do fenômeno La Niña no oceano Pacífico pode dobrar em decorrência do aquecimento global, afirma um novo estudo publicado nesta segunda-feira no periódico Nature Climate Change. Caracterizado pelo esfriamento das águas do Pacífico, o La Niña se opõe ao El Niño, o aquecimento das águas. O aumento de frequência desse fenômeno climático pode causar efeitos devastadores, como secas no sudoeste dos Estados Unidos, enchentes na região oeste do Pacífico e furacões no Atlântico. Há, ainda, um risco de 70% do La Niña ocorrer imediatamente após o El Niño, de forma que algumas partes do mundo podem enfrentar padrões climáticos se alternando nos extremos de falta